Há uma forte tendência no surgimento de casas especializadas em um doce específico. Pode-se dizer que o movimento começou com as casas de brigadeiro, seguidas das de cupcake e bolos caseiros. Atualmente decolou e transita por outros dos nossos quitutes preferidos. Quando se vai a uma dessas casas, sempre vem aquela pergunta: “esse é o melhor que já comi?”. Muitas vezes isso acontece mas, sendo o melhor ou não, o que certamente se pode esperar são produtos com ingredientes de primeira, receitas aprimoradas e testadas à exaustão e variedades de sabores a se perder de vista. Além disso, normalmente são locais com ambientes decorados com esmero, bom atendimento e caixinhas caprichadas para levar as guloseimas para casa e fazer a alegria da família. As 3 indicações que faço são de casas pioneiras dentro de sua categoria de doce. Em todas, você encontra a iguaria em versões mini, perfeitas para compor aquela mesa de festa ou, no caso dos cheesecakes e pudins, em versões grandes, podendo substituir o tradicional bolo. Conheça essas casas que se propõem a fazer o doce que adoramos com um primor ímpar.

1

Faire La Bombe

Um clássico da pâtisserie francesa, as éclairs, chamadas de bombas no Brasil, são muito bem representadas nessa casa. E o nome que elas ganharam ao se difundir em nossas terras não é despropositado. A massa levinha e firme explode à primeira mordida, fazendo com que o farto recheio se espalhe pela boca. Já na França o nome destaca outra caraterística do doce, já que éclair significa relâmpago. O doce seria tão bom que se costuma devorá-lo rapidamente, como o dito popular francês dizia: “Et un bon éclair se dévore toujours en un éclair!”. Na Faire La Bombe são 17 sabores que se encontram em três tamanhos, grande, pequena e mini, como uma carolina. Uma das mais clássicas, a recheada com chocolate ao leite coberto com chocolate meio amargo e raspas de chocolate, é um deleite para os sentidos. Outra preciosidade é a de creme de maracujá coberta com chocolate belga ao leite e pintada com tinta comestível dourada. Sem falar na de paçoca, que vem recheada com o creme por dentro e coberta com chocolate branco. Uma das minhas preferidas é a de leite ninho, mais carregada na doçura. A massa chamada choux, da qual é feito o doce, também é usada na casa para fazer bombas salgadas, como é o caso da com presunto cru, queijo gruyere e mostarda dijon, que vem quentinha. Para conciliar brasileiros e franceses, adoro a tirada do nome dado à casa, “Faire la bombe”. Ao mesmo tempo que é expressão que, em francês, tem sentido de “fazer a festa”, também faz lembrar a denominação brasileira do doce. E que prazer é sentar em uma das mesinhas da calçada da casa e fazer “bombar” essa festa que é comer bem.

Faire La Bombe – Rua dos Pinheiros, 223 – Pinheiros – São Paulo – SP. Tel: (11) 2628 7667

2

Cheesecakeria

O cheesecake tem suas origens remotas na Grécia antiga, mas foram os Estados Unidos que ficaram com os créditos pela belezura, sendo um dos seus doces mais queridos e icônicos. Foi depois de uma longa viagem ao país que a proprietária decidiu abrir o local, baseando-se na receita de sua avó. A versão da casa foi adaptado para atender a ânsia dos brasileiros por doces mais doces, com suavizado sabor de queijo. Basicamente tem-se uma base feita a partir de bolacha, depois a massa de queijo cremoso e uma calda doce coroando. O sabor clássico é de frutas vermelhas. A casa serve 16 sabores de cheesecake, como o de limão, que vai misturado com ganache de chocolate branco, o de Sonho de Valsa e o de Nutella. Eles podem ser apreciados em diferentes tamanhos, desde o mini até tortas inteiras para levar. Uma novidade é o Brownie Cheesecake, uma combinação inusitada, mas que precisa ser provada! Tem base de brownie molhadinho, seguido de cheesecake com pedacinhos da bolacha e, em cima, cream cheese, gotinhas de chocolate e calda de chocolate. O cheesecake dá as caras também na modalidade salgada de peito de peru e cebola ou de salmão que acompanha saladinha. A casa rosa com decoração vintage americana não passa despercebida, a combinar com, além do prato que mais faz sucesso, outros afamados doces da terra do tio Sam, como os cinnamon rolls e bolo Redvelvet, que também tem sua versão em cheesecake.

Cheesecakeria – Rua Canário, 499 – Moema – São Paulo – SP. Tel: (11) 4117 0400 e Shopping Eldorado – Avenida Rebouças, 3970, 2º piso, Pinheiros – São Paulo – SP
Telefone: (11) 2197 6336

3

Fôrma de Pudim

Quando conheci essa loja instalada em um imóvel tombado na Rua Normandia, esse doce caseiro, que já tanto amava, ganhou status gourmet. Se para você pudim é apenas sabor baunilha, pense de novo e abra seu coração e estômago para as versões de doce de leite, Ovomaltine, chocolate belga ou branco e limão siciliano, todos com uma cremosidade sem igual, perfeitamente lisos por dentro e banhados em uma dourada calda de caramelo. Só o pudim de creme brulée que não leva a calda; ele ostenta uma casquinha de açúcar maçaricada na hora. No total são 13 sabores, todos excepcionais em função da utilização de apuradas técnicas da pâtisserie francesa e da qualidade dos ingredientes. Carro chefe da casa e o mais tradicional, o pudim de leite condensado com baunilha utiliza a própria fava fresca ao invés da essência. Se não conseguir se decidir, como sempre acontece comigo, entre tantos sabores formidáveis, peça o tamanho mini, de 30g. Caso tenha aquele sabor certeiro, opte por uma fatia ou a versão individual, de 80g. Já os pudins para viagem são feitos nos tamanhos pequeno, médio e grande, e servem quatro, oito e dezesseis pessoas, respectivamente. Todos eles vêm nas mesmas formas de alumínio onde são preparados, podendo ser consumidos no próprio recipiente ou desinformados, seguindo as instruções que vêm junto com o doce para evitar que se despedace. Prepare-se para ter uma coleção das formas, e, quando juntar 10, trocar por um pudim pequeno. Caso queira forrar a barriga antes de se esbaldar nos doces, a casa ainda oferece 3 opções de tostex.

Fôrma de Pudim – Rua Normandia, 102 – Moema – São Paulo – SP. Tel: (11) 2309 2030

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA