Não há dúvida de que a culinária japonesa, com seus sushis, sashimis e temakis, se consolidou como uma das favoritas dos brasileiros. Mas, nos últimos anos, outra faceta da cozinha nipônica está com força total, ganhando o status de hit do momento: os lamens. As longas filas nos restaurantes especializados são a prova do fenômeno. Os lamens são macarrões ensopados em saboroso caldo acompanhado, em sua versão mais tradicional, de carne de porco, nori (folha de alga marinha), naruto (salsicha de peixe), ovo e cebolinha. De origem chinesa, se popularizaram depois da segunda guerra mundial no Japão, onde é, na verdade, chamado de ramen, sendo lamen o modo chinês de se referir ao prato. Ao prová-los, deixe-se levar pela experiência e faça da forma autêntica. Erga a massa com o hashi e sugue os compridos e elásticos fios sem medo de fazer barulho. O caldo deve ser degustado usando uma colher especial chamada lengue, que sempre vem com os lamens. Mais para o final, quando o tchawan (tigela) não estiver mais pelando, leve-a à boca para aproveitar todo o caldo. Os 3 restaurantes descritos a seguir têm em comum muito mais do que servir lamens. Todos têm pequenos salões, filas, bons preços e cozinhas abertas, que fazem dos balcões os lugares premiados!

Aska

Quando se fala em lamen não dá para não citar o restaurante mais tradicional da cidade de São Paulo especializado nas tigelas fumegantes! O Aska fica na Liberdade, cenário perfeito para essa casa que te transporta para a terra do sol nascente, com pessoas conversando em japonês e cardápios, avisos e jornais escritos com os elaborados ideogramas. Além da qualidade, um dos grandes atrativos da casa são os preços muito camaradas. Por essa razão e visando aumentar a rotatividade, dá-se de cara com um aviso afixado na porta que orienta os clientes a fazerem todo o pedido de uma vez e cederem o lugar quando acabarem de comer. Antes de anotar seu pedido, o garçom já avisa: “aceitamos apenas dinheiro”. Então vá preparado. Comece pela única e deliciosa entrada da casa, os Guiozas, que vêm com opção de recheio carne com cebola ou carne com legumes. Na hora de escolher o seu lamen, eles estão divididos no cardápio entre os que vem com caldo de porco (tonkotsu) e os de caldo de frango, os dois igualmente saborosos. O Shoyo tonkotsu é composto de carne de porco, bambu cozido, nori e ovo. Já o Misso lamen, com caldo de frango, tem misso (pasta feita da fermentação de arroz e soja), carne de porco, legumes, bambu cozido, nori. Para quem acha que com um real não se faz mais nada, adicionando o valor ao preço original, o bowl vem na versão grande. Se o apetite for menor, o bowl pequeno também sai um real mais barato.

ASKA – Rua Galvão Bueno, 466 – Liberdade – São Paulo – SP. Tel.: (11) 3277 9682

2nd Floor Noodle Bar

Em uma rua residencial de um bairro que passa longe das grandes concentrações de restaurantes hypados, no segundo andar de uma casa, há um restaurante que merece ser explorado. Bem discreto e funcionando apenas a noite, mal dá para saber que ali são feitas comidas deliciosas. Nada que impeça os nisseis de encherem com seus olhinhos puxados o pequeno salão de mesas compartilhadas. Da diminuta cozinha aberta, que tem como coluna vertebral os pratos japoneses, saem também outros com clara influência de outras culinárias asiáticas. Há muitas opções diferentes de entradas, tanto as do cardápio, quanto as escritas em uma lousa no meio do salão. Como a maioria está escrito em japonês, tive que perguntar para os atendentes do restaurante o significado de várias delas, mas a cada descrição me entusiasmava com a criatividade das receitas. Não podia deixar de experimentar a estrela das entradas, os artesanais buns da casa, de receita taiwanesa. Entre as 4 opções de recheio, o Pork, que vem com pancetta, molho hoisin, pepino e cebolinha, é o meu preferido. Experimentei o ramen com o nome da casa, 2nd floor, composto de copa lombo, pancetta, onsen tamago (ovo cozido lentamente à baixa temperatura) e caldo à base de shoyu. O outro prato que comi foi o Tonkatsu Kare Udon, que merece aplausos e é ideal para quem gosta de sabores fortes. Ao invés do macarrão fino, vem com o udon, massa grossa importada do Japão, acompanhado de copa lombo empanada em panko caseiro deliciosamente crocante e caldo de curry japonês. Na ala dos doces, o Choux Cream é uma espécie de carolina com massa leve que vem abundantemente recheada de creme de baunilha. Não se esqueça de levar dinheiro ou cartão de débito, pois não aceitam crédito.

2ND FLOOR NOODLE BAR Rua Leandro Dupret, 980, Vila Clementino São Paulo. Tel.: (11) 5594-1840

Tan Tan Noodle Bar

Moderninho, com formas hexagonais do chão às paredes, essa casa está sendo a grande difusora dos lamens no descolado bairro da Vila Madalena. O sucesso está tão grande que a pequenina casa provoca um amontado de pessoas na calçada, o que acentua a curiosidade para saber qual é a desse restaurante. Comece pedindo para beber o chá verde feito na própria casa. Prossiga com as asinhas de frango crocante temperadas com molho agridoce e apimentado, salpicada de amendoim por cima. Tente resistir e não lamber os dedos! De lamen, o Ramen Shoyu é o mais pedido, com caldo base kotteri (mais rico e grosso) feito de frango caipira, chashu de porco, ovo, menma (bambu cozido), tomate assado e nori. Se sobrar caldo, por um pequeno valor, pode se pedir kaedama, a recarga de macarrão. Caso não esteja com vontade de comer o macarrão ensopado, a casa oferece noodles como o Yakimen, macarrão de ramen tostado, moyashi (broto de feijão), cebolinha e barriga de porco fatiada, preparados na panela wok com molho à base de maça, legumes e bastante pimenta do reino. Na hora da sobremesa, eu e a criança que estava sentada ao meu lado no balcão tivemos a mesma reação de incredulidade ao ver um monte Everest de raspadinha com textura de neve, coberto por calda de chá verde com leite condensado.

TAN TAN NOODLE BAR Rua Fradique Coutinho, 153 – Pinheiros – São Paulo – SP. Tel.:(11) 2373 3587

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here