Todos os anos, quem é mais antenado quer ficar por dentro das últimas tendências gastronômicas do mercado. Quais serão os drinks da vez? Que culinária ganhará mais destaque? O que vai sair da moda? O novo ano mal começou, mas já temos nossas apostas para 2017. Confira aqui sete tendências para não ficar de fora.

1. Drinks sem álcool

Conhecidos como Mocktails, os drinks sem álcool não só entram na mira de mixologistas do mundo inteiro como também ganham mais sofisticação. Além disso, bartenders perceberam um aumento no pedido de Mocktails nos balcões e decidiram dar-lhes mais destaque em suas cartas. Seja para evitar a ressaca no dia seguinte ou para agradar o motorista da vez, esta tendência com certeza estará pelos bares em 2017.

2. Buddha bowls

Desde 2016, vegetais e grãos ganharam mais destaque nos pratos. Em restaurantes, Chefs decidiram ir além nas experimentações (principalmente com produtos locais). Em livrarias, uma gama de títulos com receitas e dicas para trazer mais cor aos pratos de casa. Por isso, não é surpresa que o “Buddha Bowl” seja uma tendência para 2017. Uma mistura de proteínas, grãos e vegetais sem limitação alguma de ingredientes. Que tal tentar em casa?

3. O fogo e a lenha

Essa tendência segue uma outra que já estava dando as caras em meados de 2015: o resgate da cozinha familiar e ancestral – e isso inclui técnicas de cocção. Aqui no Brasil, o fogo, a lenha e a brasa são velhos conhecidos, mas elas ganharam grande destaque em restaurantes consagrados como A Casa do Porco e Esquina Mocotó. Para 2017, espere muito mais fumaça saindo das cozinhas!

4. Cervejas sour

A grande favorita IPA vai abrir espaço para as Cervejas Sour. Frutadas, mas bastante ácidas, essas cervejas são bem diferentes, mas seu trunfo está em conseguir conquistar o paladar não só dos cervejeiros de plantão, mas também dos aficionados por vinhos. Duas marcas brasileiras já apostam na tendência: Way e Tupiniquim.

5. Vinhos biodinâmicos

A busca por uma alimentação mais saudável e natural é pauta já algum tempo na gastronomia. E isso não se limita somente ao que comemos, mas também ao que bebemos. Se no ano passado, vinhos orgânicos e laranjas ganharam visibilidade, este ano a tendência dá um passo à frente e segue para os vinhos biodinâmicos. O processo de vinhos biodinâmicos leva em conta a filosofia holística, ou seja, a influência de todos os processos da natureza como as fases da lua e a mudança das estações. Para saber mais sobre esse processo, clique aqui.

6. Poke

Um prato típico da polinésia está ganhando o mundo. Fresco e muito simples de comer, o Poke lembra muito o ceviche, trata-se de uma salada de peixe cru marinado no limão e no shoyu, servido com arroz e outros ingredientes. Segundo a publicação The Guardian, o Poke é algo que você “precisa provar em 2017”.

7. Sudeste Asiático

Em 2017, a culinária asiática vai ganhar papel principal, e não estamos falando de sushi nem de lámen, as estrelas da vez se concentram no Sudeste do continente: Vietnã, Tailândia e, principalmente, Filipinas. Em breve, você vai ouvir falar – e muito! – de lumpia (rolinhos primavera), longganisa (salsichas a base de porco), calamansi (uma fruta similar ao limão) e kinilaw (próximo ao ceviche).

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA