O cassoulet, prato típico da região francesa de Languedoc-Roussillon, teria tido sua origem na Idade Média e as primeiras menções a seu respeito estariam no “Le Viandier”, livro escrito por Taillevant, cujo verdadeiro nome era Guillaume Tirel, cozinheiro real da França por décadas. Este “chef” da época trazia em seus manuscritos receitas de pratos encorpados e substanciosos e muitos deles eram cozidos que levavam carnes diversas e feijão branco.

Entretanto, segundo alguns historiadores, o prato foi criado durante a Guerra dos Cem Anos para matar a fome dos soldados durante o cerco da cidade de Castelnaudary pelos ingleses. Com a cidade assolada pela fome, as mulheres se uniram e juntaram os poucos recursos que tinham e prepararam um tal cozido usando uma caçarola de barro chamada cassoulet, que deu nome ao prato. Bem nutridos, expulsaram os ingleses e venceram a guerra.

Algumas adaptações deste cozido surgiram ao longo do tempo e ganharam novas versões pelo mundo, mas Castelnaudary tornou-se o berço do cassoulet, pois a receita feita ali foi oficialmente declarada como a original em 1909.

O casssoulet do Le Bou, preparado pelo chef Gustavo Góes, é composto por feijão branco, lombo, costelinha e linguiça de porco. É inevitável associar esse prato com a nossa feijoada, e talvez por isso seja servido com arroz, farofa e couve refogada. No Le Bou, o cassoulet pode ser saboreado à vontade, em estilo buffet, durante o almoço, todas as quartas e sábados.

Gustavo Góes é chef do Le Bou – Rua Doutor Renato Paes de Barros, 415, Itaim Bibi, São Paulo – SP. Tel.: (11) 3078-7619

[cooked-recipe id=21358]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here