Choco.be I festival de chocolate belga

0
841

O Ministro do Comércio Exterior da Bélgica e o Cônsul Geral em São Paulo, ao lado de renomadas marcas e chefs badalados vão promover o chocolate belga em mais de 30 experiências entre 14 a 21 de março, em São Paulo

Foto Divulgação

​Não será preciso esperar a Páscoa para se esbaldar. O chocolate belga, considerado o melhor do mundo, vai espalhar seu sabor em vários pontos de São Paulo entre os dias 14 e 21 de março. Organizado pelo Consulado Geral da Bélgica em São Paulo com patrocínio dos sorvetes Magnum e apoio das consagradas marcas Callebaut e Puratos, além de outras parceiras, o festival Choco.be promoverá degustações, cursos, brunchs, chás da tarde e jantares – um deles assinado pelos chef Alex Atala e o “chocolatier” belga Dominique Persoone. Para anunciar todas essas novidades, vem ao Brasil o ministro do Comércio Exterior da Bélgica, Pieter De Crem, que participará do lançamento do evento, em 11 de março, ao lado do cônsul geral em São Paulo, Didier Vanderhasselt.

“A alta qualidade do chocolate belga é muito importante para nós. Não queremos só fazer a promoção de nossos produtos, mas também explicar a razão do produto belga ser considerado um produto ‘premium’. Então, durante o evento Choco.be vamos lançar com VisitFlanders um folheto em português com a história do chocolate belga, sua relevância no país de origem e uma apresentação das marcas belgas presentes aqui no Brasil”, afirma Vanderhasselt.

Programação

Apaixonados por chocolate, os brasileiros poderão no Choco.be experimentar novos sabores e ter experiências inusitadas com essa maravilha belga. Serão mais de 30 atividades algumas delas gratuitas para escolher e saborear. A programação está em www.festivaldochocolatebelga.com.br. Os ingressos serão vendidos exclusivamente pelo foodpass, e-commerce de gastronomia, que também atua como agência do festival e está à frente da organização do evento junto aos parceiros.

O Choco.be além de promover ações B2C (business-to-consumer), fará eventos B2B (business-to-business), divulgando novas investidas no Brasil com chocolate belga. Na abertura do evento, a Chocolates Galler irá promover seu lançamento no Brasil em parceria com o supermercado Pão de Açúcar.

Atualmente, a Bélgica produz 172 mil toneladas de chocolate por ano, a maioria para exportação. A exportação de chocolate belga para o Brasil aumentou em 22% em 2013 e em 34% em 2014. A média de consumo anual per capita de chocolate na Bélgica é de 9 quilos, no Brasil ainda é de 2,5 quilos por ano.

Segredo do sucesso

Tão cobiçado quanto suas cervejas, o chocolate belga conquistou sua ótima reputação graças a vários atributos em sua fabricação. A Callebaut, que cria chocolates no coração da Bélgica há mais de 100 anos, é uma das raras empresas que seleciona, torra e mói as amêndoas para elaborar sua própria massa de cacau – o principal ingrediente na produção do chocolate. Apenas as melhores, as mais raras e as exclusivas variedades de cacau são selecionadas. As amêndoas são torradas inteiras para preservar a delicadeza dos aromas e conferir intensidade e complexidade de sabores.

Todos os ingredientes são moídos delicadamente e incorporados com precisão e paciência até que a textura alcance a perfeição. E é no precioso momento que todos os componentes se fundem sobre a língua que o público entende porque a Callebaut possui o selo de qualidade e autenticidade como “Finest Belgium Chocolate” (o mais refinado chocolate belga).

Já a mais tradicional marca do chocolate belga real, Belcolade, é elaborada exclusivamente pelo Grupo Puratos, na Bélgica, respeitando uma longa tradição, quase artesanal, e resultando numa completa gama de produtos de chocolate, desde o amargo com gosto delicado, até o sutil sabor de chocolate ao leite, passando pelo chocolate branco e sua cremosidade inigualavel, todos com sofisticação, textura e sabor únicos.
Os chocolates Belcolade, Grupo Puratos, são rigorosamente avaliados para garantir que somente aqueles com características sensoriais únicas e exclusivas façam parte da linha, mantendo a tradição do real chocolate belga, inspirada na paixão dos especialistas chocolatiers, confeiteiros e padeiros do Grupo Puratos pela arte de fazer chocolate.

Outro cuidado adotado pelas marcas belgas na fabricação do chocolate ao leite se estende na dosagem de cacau, considerado um super alimento pelos nutricionistas por ser rico em nutrientes. No belga, a porcentagem é mais acentuada (43% em vez dos 35% frente aos outros chocolates). “Além disso, ele contém menos açúcar o que o torna mais saudável”, afirma Vanderhasselt, Cônsul geral da Bélgica em São Paulo.

www.festivaldochocolatebelga.com.br
www.foodpass.com.br

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA