Durante o inverno, o destino de muitos paulistanos para escapar da cidade são as serras do estado. A cidade mais visitada é, sem dúvida, Campos do Jordão, além de ser a mais bem preparada para receber o alto fluxo de turistas.

Com um festival de inverno concorrido, Campos reúne boa gastronomia, cervejas de alta qualidade, hotéis luxuosos e muita cultura nessa época do ano. No entanto, para quem quer sair do circuito badalado, existem outras cidades na Serra da Mantiqueira que também contam com atrações que merecem a visita.

A região tem passado por mudanças nos últimos anos que a colocam no radar da boa gastronomia. A começar pelos experimentos vitivinícolas – que hoje já deixaram de ser mera experiência e são uma realidade palpável e que merece louvores.

Há produção de cervejas artesanais, destilados como cachaça e até gim! Sem falar em restaurantes em meio a reservas naturais ou dentro de fazendas de agricultura familiar e orgânica.

O Portal GOSTO recomenda três pontos na Serra da Mantiqueira que você precisa visitar antes que o inverno acabe!

1Entre Vilas – São Bento do Sapucaí

Entre Vilas Restaurante e Vinícola (imagem: reprodução/Facebook)

Restaurante, vinhedo, “frutopia”: o Entre Vilas é uma completa imersão no universo sustentável. Adepto do movimento Slow Food e do cultivo sem aditivos químicos, Rodrigo Ismael produz seus próprios vinhos, vinagres, compotas, geleias, todos orgânicos; cultiva frutas vermelhas, castanhas portuguesas e é responsável pela primeira variedade de lúpulo brasileiro; também cria trutas e porcos de maneira sustentável.

Todos os sábados, essa gama de produtos vai para a mesa do seu restaurante, inaugurado em 2010, que funciona somente durante o almoço em feriados prolongados e finais de semana. O menu é fechado e definido de acordo com a sazonalidade do que é servido: o que Rodrigo não consegue fornecer, ele busca com produtores locais e próximos. Além do restaurante, é possível visitar o viveiro Frutopia, com mais de 30 variedades de framboesas e amoras, das 8h às 17h. Perfeito para visitar sem pressa, almoçar com uma garrafa de vinho ao lado e aproveitar o melhor que a natureza pode oferecer.

Reservas via WhatsApp ou e-mail: (12) 997459897 / r.veraldi@terra.com.brPara mais informações, acesse: https://www.entrevilas.com.br/

2Fazenda Renópolis – Santo Antônio do Pinhal

Entrada da Fazenda Renópolis (imagem: reprodução)

A caminho de Campos do Jordão ou na volta para São Paulo, vale fazer uma longa parada na Fazenda Renópolis. Adeptas da agricultura familiar e do cultivo orgânico, há mais de 20 anos mãe e filha abriram a fazenda para o público. Lá, cultivam mais de 70 variedades de ervas que se transformam em fumegantes xícaras de chá e são servidas ao lado de bolos e tortas preparadas pela D. Denise Murgel, proprietária da fazenda. As receitas são de família, que D. Denise conta que aprendeu com a mãe, e passadas de geração em geração há anos.

Além do chá servido na hora, é possível levar as variedades para casa junto com geleias, licores e compotas feitos na própria fazenda. Aproveite também para fazer uma caminhada pela propriedade, que oferece trilhas com a bela paisagem da Serra Mantiqueira. A Fazenda conta com uma Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN Fazenda Renópolis) com 83 hectares de mata nativa. No entanto, alguns trechos são de acesso restrito para pesquisadores e biólogos, não sendo abertos ao público geral.

Rodovia Floriano Rodrigues Pinheiro, km 38 (Estrada Taubaté – Campos do Jordão) – Santo Antônio do Pinhal, SP. Tel.: (12) 3666-1470. Para mais informações, acesse: http://www.renopolis.com.br/

3Guaspari – Espírito Santo do Pinhal

Vinícola Guaspari (imagem: reprodução/Facebook)

A vinícola Guaspari tem se mostrado uma grande promessa quando falamos não só de vinhos brasileiros, mas também de vinhos paulistas. Com início do projeto em 2006, a vinícola já foi premiada duas vezes com medalha de ouro no Decanter Wine World Awards 2017 pelo seu vinho Vista do Chá Syrah. Com tanto prestígio, a Guaspari decidiu abrir suas portas ao público interessado em enoturismo.

É possível conhecer os vinhedos que dão origem a seus excelentes vinhos, visitar o processo de vinificação e ainda realizar uma degustação ao fim do passeio. Tudo isso acompanhado pela incomparável paisagem da Serra da Mantiqueira. A melhor época para a visitação é, de fato, no inverno. Ao contrário de outros lugares do mundo, a colheita aqui é chamada invertida, pois é nesta época mais fria e seca do ano que as parreiras atingem seu auge e ficam carregadas de uvas que estão chegando ao ponto de amadurecimento.

Rua Pedro Ferrari, 300 – Espírito Santo do Pinhal, SP. Tel.: (55 19) 3661-9190. Ingressos visita: R$ 120,00 por pessoa. Para reservas, entre em contato com: contato@vinicolaguaspari.com.br ou acesse http://www.vinicolaguaspari.com.br/Site/php/home.php.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA