Devo admitir que, no passado, ganhei um decanter e o deixei guardado no armário por anos. Não sabia exatamente quando deveria usar – tampouco como o faria – e acabei me esquecendo do acessório. Uma pena… É certo que já devo ter deixado de aproveitar alguns vinhos em sua máxima expressão por ter servido direto em taça antes de deixá-los aerando no acessório por um tempo (e olha que essa é apenas uma das funções do decanter!).

Existem duas razões principais para tirar o decanter da caixa.

Em primeiro lugar, para promover a aeração de vinhos que você já vai abrir, mas que deveriam passar mais algum tempinho na adega. Via de regra, o decanter tem boca de tamanho intermediário, pescoço mais fino e bojo largo, de modo que a superfície de contato do vinho com o ar seja maior do que em uma taça e, ao mesmo tempo, não exponha o vinho totalmente ao oxigênio, podendo causar a oxidação em caso de vinhos mais frágeis.

Esse contato do vinho com o oxigênio é necessário, pois os aromas nada mais são do que moléculas que volatilizam com a ajuda do álcool e chegam ao nosso nariz. Essas moléculas, é natural, têm pesos diferentes: as mais leves volatilizam com mais facilidade, enquanto as mais pesadas precisam de mais tempo. E é o contato com o oxigênio que ajuda as moléculas mais pesadas de aromas, as mais complexas, volatilizem, mostrando tudo o que aquele vinho, que antes parecia fechado, estava escondendo. Isso além de o contato do vinho com o oxigênio amaciar os taninos do fermentado de uva, tornando toda a experiência mais aprazível.

Você deve estar se perguntando que vinhos precisam aerar, agora que já sabe por que fazê-lo. Grandes vinhos, aqueles que pedem anos de guarda e que são mais pesados – vinhos de Bordeaux; alguns italianos, como Brunello di Montalcino, Barolo e Amarone della Valpolicella; grandes Malbecs argentinos e Cabernets chilenos; e até alguns brancos mais parrudos. Uma sugestão que eu gosto de dar é: prove o vinho logo ao abrir a garrafa para ter uma noção se está fechado demais (aquele Brunello está mostrando todos os aromas que você estava esperando? Se a resposta for não, decanter nele!).

A segunda razão para tirar o decanter do armário é para fazer com que se precipitem os sedimentos que se formam em vinhos mais antigos, que já passaram muito tempo em garrafa. Nesse caso, é mais fácil saber quando usar o decanter: vinhos do Porto costumam formar sedimentos depois de muitos anos de guarda, além de alguns tintos, principalmente os que não passam por filtração ou clarificação antes de serem engarrafados.

Como usar o decanter?

Decantar um vinho é mais fácil do que parece, sendo necessário um cuidado especial apenas se for usar o decantador para separar os sedimentos do vinho. Basicamente, basta tornar a garrafa com cuidado no acessório e deixar o vinho repousar lá por um tempo (que pode ir de 15 minutos até algumas horas).

No caso de separar os sedimentos, recomenda-se que a garrafa seja retirada da adega e colocada em posição vertical pelo menos um dia antes de ser aberto. Na hora de abrir, retire toda a cápsula em volta do gargalo e do pescoço da garrafa, de modo que dê para enxergar o vinho percorrendo toda a garrafa ao servi-lo. Use uma vela (pode ser qualquer outra fonte de luz) para iluminar o pescoço e gargalo, facilitando que você enxergue desses sedimentos. Verta vinho delicadamente no decanter, sempre pausando e voltando a garrafa à posição vertical, de modo que os sedimentos fiquem na garrafa. Lembre-se de não colocar todo o vinho, deixando um ou dois dedos no fundo da garrafa, dependendo da quantidade de sedimentos. Se não quiser deixar o vinho mais velho no decanter aerando, pode limpar a garrafa e voltar o vinho pra lá!

Eu deveria ter um decanter em casa?

Pensando em um nível hierárquico de importância entre os acessórios, colocaria o saca-rolhas em primeiro lugar. Sem ele, seria praticamente impossível desarrolhar uma garrafa com segurança (correndo o risco de a rolha se fragmentar, por exemplo). Em segundo lugar, viriam as taças e, por último, o decanter. Se você já tem um saca-rolhas bacana, algumas taças e está pensando em adquirir algum outro acessório, talvez tenha chegado a hora do decanter!

E aí, que vinho vai decantar hoje?

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here