Coquetéis para preparar nas festas de fim de ano

Celebrações de fim de ano pedem coquetéis simples e equilibrados que estimulem a comilança das festas

0
514

Simplicidade, sabores leves e, se possível, toques frisantes. Esses são os requisitos ideais quando se fala em coquetéis de Festas, seja Natal ou Ano Novo. Independente de gostos pessoais, tem de ser um drinque que abra caminho para qualquer tipo de comida durante a ceia. Também funciona entre os prolegômenos dos espumantes, vinhos e, por que não, dos bons destilados. Uma rápida busca na enciclopédia mixológica nos fornece um parâmetro clássico: o Bellini, aqui assinado pelo top barman Laércio Zulu, do bar São Conrado, de São Paulo, que acrescenta à lista duas criações próprias.

“Quando se fala em coquetel para Natal e Ano Novo, a primeira coisa que se tem de pensar é em algo simples, fácil de fazer. Nessas ocasiões, ninguém quer nada complicado”, ensina Zulu. Além de ter leveza de álcool, esses drinques devem evitar sabores muito pesados – bitters, especiarias e afins, por exemplo. E, qualquer que seja a base, o toque frisante é fundamental. “Independente de classe social, o espumante tem muito a ver com celebrações”, acrescenta Zulu. “No final do ano, qualquer família, por mais carente que seja, abre até uma cidra barata para celebrar. É algo cultural.”   

Conhecido pelo mundo afora, o Bellini, criado no lendário Harry’s Bar de Veneza em 1945, é charmoso e ostenta um toque de finesse. Harmoniza prosecco e creme de pêssego. Equilibrado, tem leve acidez, “e abre muito bem para qualquer vinho”, assegura Zulu. De seu vasto repertório, o bartender tira ainda o Gin de Sofie, que leva gin, mel, suco de limão e cerveja; e o Roots, à base de cachaça envelhecida em carvalho e espumante brut, “leve e fácil de fazer, como tem que ser no Natal e Ano Novo”, teoriza.

Boteco São Conrado Rua Aspicuelta, 51, Vila Madalena, São Paulo – SP. Tel.: (11) 3074-4389

Roots

  

novembro 25, 2016

Drink executado por Laércio Zulu, mixologista do grupo São Bento Gastronomia, para a edição 78 da Revista GOSTO.

  • Porções: Rende 1 drinque.

Ingredientes

40 ml de cachaça envelhecida em carvalho

20 ml de vermute doce

20 ml de cordial (licor) de amora com especiarias (caseiro)

15 ml de suco de limão

20 ml de espumante brut

Gelo

1 fatia de pepino bem fina (para a decoração)

Modo de Preparo

1Encha com gelo uma taça coupe e reserve.

2Em uma coqueteleira, adicione os demais ingredientes, exceto o espumante. Bata vigorosamente.

3Retire o gelo da taça.

4Coe os ingredientes da coqueteleira e passe-os para a taça.

5Finalize colocando o espumante.

6Decore com a fatia de pepino e sirva.

00:00

Gin du Sofie

  

novembro 25, 2016

Drink executado por Laércio Zulu, mixologista do grupo São Bento Gastronomia, para a edição 78 da Revista GOSTO.

  • Porções: Rende 1 drinque.

Ingredientes

50 ml de gin

15 ml de mel

20 ml de suco de limão-siciliano

80 ml de cerveja Belgian Specialty Ale (marca Sofie da Goose Island)

Gelo

Finas fatias de morango e casca de limão-siciliano (para a decoração)

Modo de Preparo

1Encha de gelo uma taça de vinho branco e reserve.

2Em uma coqueteleira, adicione os outros ingredientes, exceto a cerveja. Bata vigorosamente.

3Retire a água acumulada na taça. O gelo fica.

4Coe a mistura da coqueteleira e passe para a taça.

5Finalize colocando a cerveja.

6Sirva com as fatias de morango e a casca de limão-siciliano.

00:00

Bellini

  

novembro 25, 2016

Drink executado por Laércio Zulu, mixologista do grupo São Bento Gastronomia, para a edição 78 da Revista GOSTO.

  • Porções: Rende 1 drinque.

Ingredientes

30 ml de purê de pêssego

100 ml de Prosecco

Gelo

Modo de Preparo

1Resfrie uma flûte com bastante gelo.

2Retire o gelo e monte as bebidas na flûte, começando pelo purê de pêssego e completando com o Prosecco.

00:00

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA