Quem gosta de comer doces e sobremesas incríveis também sabe fazer essas delícias? Não necessariamente. Tem quem não leva o menor jeito e nem quer tentar. Prefere se especializar apenas em consumir, provando sempre tudo o que há de bom e de melhor. Mas tem também quem ama tanto esse mundo de doces que só comer não basta. Tem que por a mão na massa, conhecer os segredos de um bom ganache ou de um macaron perfeito. Provavelmente, se este é o seu perfil, você já deve ter acompanhado alguns tutoriais na internet, testado vários “passo a passo”, pesquisado e se aventurado em criar releituras para a tradicional receita da melhor sobremesa da família.

Já fiz algumas aulinhas mais básicas, pensadas e dirigidas exclusivamente para pessoas principiantes, que não tinham qualquer pretensão além de preparar um bolo diferente para o lanche das crianças ou uma novidade especial para servir no final de um jantar para os amigos. Então resolvi vivenciar a experiência de assistir uma aula e aprender a fazer uma sobremesa maravilhosa com um experiente chef. E como a maioria das pessoas adora chocolate, decidi que este devia ser o destaque entre os possíveis ingredientes. Procurei algo que indicasse “iniciantes” na agenda de cursos oferecidos pela Chocolate Academy, da marca belga Callebaut. Encontrei algumas opções identificadas como “curso para consumidor – não profissional”, escolhi uma, me inscrevi e lá fui eu.

Não se trata de uma aula em que todos colocam a ‘mão na massa’. Os alunos acompanham a execução da receita, passo a passo, e vão tirando todas as dúvidas com o chef que fica na bancada. Minha escolha foi pela aula do chef pâtissier e chocolatier Caio Corrêa, ensinando um Entremet de Chocolate, em duas variações que usam basicamente as mesmas combinações de ingredientes. Posso dizer que se trata de uma sobremesa bastante requintada, cujas etapas não são facilmente dominadas por qualquer principiante, embora o material entregue aos alunos traga todos os detalhes e dicas necessárias. Mas garanto que no final (são 3 horas de aula) é impossível não ficar com uma forte sensação de quero mais – mais aulas, saber mais e, lógico, comer mais.

Entremet Macaron Chocolat por chef Caio Corrêa

Antes da aula pude conversar um pouco com o chef Bertrand Busquet, diretor da Chocolate Academy Callebaut em São Paulo, por onde passam, em média, 70 alunos por mês, na maioria profissionais, ou seja, pessoas que já trabalham na área. Nesse caso, a procura é pelos cursos práticos da agenda, com mão na massa, maior carga horária e, consequentemente, mais caros. São pessoas que já trabalham com confeitaria e buscam aperfeiçoamento em chocolate ou querem se atualizar com novas técnicas e tendências internacionais.

Entre os não profissionais, nas aulas demonstrativas, existe uma minoria de meros curiosos (como eu) que curtem fazer doces e sobremesas apenas por hobby. Outros já trabalham com confeitaria, embora de uma maneira mais informal, ou procuram, através desses cursos, o caminho para uma possível mudança de profissão.

Não importa em qual grupo você se encaixa. Basta gostar de doces e ter curiosidade em saber como são feitas as sobremesas dos chefs. Você vai adorar a experiência (e não vai ver a hora de provar o resultado da aula). Claro que existem muitas opções de cursos no mercado. E também muito boas. Já fiz algumas aulas ministradas no Eataly. Uma com três diferentes sobremesas típicas da Espanha, com a chef pâtissière Bia Bosch, do restaurante Tanit. Uma das receitas desse curso, buñuelos de chocolate, está no passo a passo da edição de março da revista GOSTO.  Em outra aula, com o chef Arthur Sauer, aprendi a fazer um ótimo cheesecake que usa Catupiry no lugar do creamcheese. É só pesquisar na internet.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here