Heston Blumenthal proíbe clientes de fotografarem seus pratos compulsivamente

0
766

O chef britânico Heston Blumenthal está cansado dos comensais que tiram fotos compulsivas dos pratos para postarem nas redes sociais. O cozinheiro introduziu em suas casas (The Fat Duck, The Hinds Head e Dinner) uma “política de comportamento” para os clientes. Ele não permite mais que tirem fotos com flash, muito menos que alguém se levante da mesa para buscar o melhor ângulo da imagem.

O chef também fica incomodado porque, enquanto o público está mais preocupado em capturar o momento, os delicados pratos podem perder em temperatura, textura e essência.

Aos 48 anos, Blumenthal é conhecido pelas técnicas vanguardistas que revolucionaram a gastronomia inglesa. “Não me agrada ter na internet todo meu menu”, disse a propósito da Instagram mania. Para controlar o fluxo das imagens, criou ele mesmo um Instagram no qual publica apenas os pratos que considera oportunos.

O chef britânico não é o primeiro a frear a compulsão da clientela por fotografar e postar em tempo real cada prato. Cozinheiros franceses também vêm colocando limites em tal comportamento, chegando a proibir o uso de câmeras e smartphones em seus restaurantes.

“Antes as pessoas se preocupavam em tirar fotos com a família. Agora, só querem saber de fotografar os pratos”, se queixou recentemente Alexandre Gautier, do La Grenouillère.

SEM COMENTÁRIOS