Integral, mas gostoso

0
1418

Na linha Integrale, da Barilla, o diferencial dos produtos está no aspecto e no sabor, semelhantes ao da massa tradicional. Nós provamos

Por Suzane G. Frutuoso
Fotos Divulgação

Há quem torça o nariz para os produtos integrais, alegando que apesar de mais saudáveis são incapazes de serem tão gostosos quanto os que levam a farinha de trigo refinada. Mas a Barilla, empresa italiana que é líder global em massas e exporta para o Brasil, conseguiu dar aos produtos de sua linha Integrale aspecto e sabor semelhantes aos das massas tradicionais com trigo duro ou tenro. O sucesso foi tanto que a marca acaba de lançar mais dois novos cortes, o Spaghettini e o Farfalle, que se juntam ao Fusilli, ao Pennette Rigate e ao Spahetti. As novidades foram apresentadas no final de janeiro na cozinha experimental da Barilla na Vila Olímpia, em São Paulo, onde também ocorrem cursos de culinária italiana abertos ao público.

barilla2É graças a um processo de moagem exclusivo, sofisticado e altamente tecnológico que a Barilla, empresa familiar criada em Parma em 1877, extrai do trigo uma quantidade maior de proteínas e nutrientes, produzindo uma farinha de semolina com duas vezes mais fibras que a linha regular. A procura por alimentos integrais ou funcionais que ofereçam benefícios diretos para a saúde tem sido uma tendência entre os brasileiros. Segundo pesquisa da Kantar Worldpanel, o consumo de massas integrais aumentou 82,6% entre 2012 e 2013 no país.

“A massa é parte de uma alimentação saudável e está na base da dieta mediterrânea. A linha reforça esse apelo”, explicou Maurizio Scarpa, diretor geral da Barilla para o Brasil e América Latina, durante almoço para a imprensa. “Os produtos integrais hoje correspondem a 12% do nosso portfólio. Há dois anos representavam 7%”, diz Fabiana Araújo, gerente geral de marketing no Brasil. “O consumidor deseja cada vez mais produtos positivos para a saúde e o bem-estar.”

Essa busca por desenvolver alimentos que entregam qualidade, sabor, benefícios para a saúde e baixo impacto ambiental faz parte do modelo de negócio adotado pela empresa cujo slogan é “Good for you. Good for the planet” (em inglês, “Bom para você. Bom para o planeta”).

O chef Paulo Turziani, especializado na gastronomia italiana e responsável pelas receitas e aulas na sede paulistana da Barilla, destacou que o italiano olha para o prato de maneira diferente em comparação com o brasileiro. “Ele não quer só matar a fome. Vê a comida como parte de sua cultura e identidade, quer saber de onde vieram os ingredientes”, diz. Sinal de que além de boas receitas ainda temos muito a aprender com a cozinha da mama, como o real valor do que está no prato.