O Kosushi é um dos 10 restaurantes ganhadores da categoria JAPONESES do Prêmio GOSTO 2016, que premiou os 100 melhores restaurantes de São Paulo.

Com 29 anos de existência, o Kosushi não é nenhum novato da gastronomia paulistana. Mesmo sendo considerado um dos restaurantes japoneses mais tradicionais da cidade e com uma estrela Michelin que sustenta há três anos consecutivos, o chef George Koshoji e seu sócio Carlos Carvalho estão longe de se acomodarem no sucesso.

Para o veterano sushiman, este reconhecimento é visto como um desafio, “mais um motivo para mudar e se manter atual”, sem perder seu alto padrão de qualidade. É por isso que, no começo deste ano, o Kosushi passou por uma grande reforma, a primeira desde que o restaurante se instalou no atual endereço do Itaim, há 17 anos.

As marcantes cadeiras alaranjadas de plástico cederam lugar para aconchegantes poltronas estofadas. Com projeto assinado por Arthur Casas, o restaurante ganhou luminárias de palha que parecem flutuar pelo teto e uma instalação que divide o salão do bar e destaca as peças de cerâmica da artista Hideko Honma, responsável pela confecção da louça da casa. Nos fundos, foi criada uma nova área de convívio ao ar livre, onde é possível tomar um drinque e prolongar a noite depois do jantar.

Uma das maiores mudanças, porém, está no bar, que não só ganhou mais espaço e mobiliário novo, mas também um menu exclusivo de comidinhas e de drinques autorais, desenvolvidos pelo mixologista Márcio Silva, do badalado bar Guilhotina. O bar agora abre um pouco antes do restaurante, às 18h, e lá é possível provar o Niku Bun, um pão no vapor recheado de miolo de paleta com molho adocicado, vegetais fermentados com pimenta, kaiware e maionese japonese, e o Tempurá Tartar, tempurá de shissô, tartar de atum e ovas de capelin. Para beber, a casa sugere o Goku, drinque feito com whisky single malt, Amaretto, limão, gengibre e especiarias.

Saindo do happy hour e indo para o jantar, o cardápio continua sazonal, com as criações autorais e apresentações delicadas de George Koshoji, que todos os anos viaja ao Japão para buscar novas ideias e inspirações. Em sua última viagem, realizou uma peregrinação por santuários budistas na região de Kansai, onde descobriu uma gastronomia “pura” que aos poucos está sendo incorporada no Kosushi e que consiste em receitas estritamente vegetarianas e veganas.

Por enquanto, as melhores opções ainda são os clássicos da casa, como o refrescante Ceviche na colher, feito com tilápia, ovas de salmão, salsão e cebola roxa – um dos pratos sugeridos Guia Michelin, ou o Black Cod marinado no missô e assado ao forno.

Sashimi do chef (foto: Roberto Seba)

A criatividade do sushiman pode ser apreciada na seleção do Sashimi do Chef. Não é só a maestria dos cortes que encanta, mas também a bela apresentação no bowl de cerâmica com gelo triturado, montado com uma riqueza impressionante de detalhes. Para George Koshoji, montar seus pratos, seja cortando sushis ou preparando pequenas flores com finas tiras de pepino, é um verdadeiro ritual, quase um momento de meditação. O mesmo pode ser dito por quem tem a oportunidade de prová-los.

KOSUSHI – Rua Viradouro, 139, Itaim Bibi, São Paulo – SP. Tel.: (11) 3167-7272

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA