Noma deixa 60 mil para trás no Japão

0
739

Com lista de espera de 60 mil pessoas, o Noma, eleito melhor restaurante do mundo, deixa o Japão após residência temporária. Cerâmicas usadas estão à venda online

Após dois anos de planejamento, o restaurante dinamarquês Noma deixou o Japão após cinco semanas de residência temporária. Instalado no 37º andar de um prédio, no mesmo local onde funciona um restaurante francês com estrelas do Michelin, o Noma Tokyo atendeu cerca de 3,5 mil clientes e deixou outros 60 mil na lista de espera.

rene-redzepi-720x390
René Redzepi: admiração pelo equilíbrio da culinária japonesa

O Noma foi eleito melhor restaurante do mundo em 2014 pelo guia da San Pellegrino, o mesmo que colocou o D.O.M., de Alex Atala, no 7º lugar. O menu completo custou 42 mil ienes (cerca de 1 mil reais). Pode parecer muito, mas é menos que o cobrado pelos melhores restaurantes de sushi da cidade, onde a conta pode bater os 60 mil (1,5 mil reais).

noma0
Vista do Noma Tokyo

As cerâmicas usadas no restaurante – todas escolhidas cuidadosamente entre artistas locais para a estadia – estão à venda na internet neste site. Há itens por 40 euros. Infelizmente, o Brasil não está entre os países para entrega.

biowl
Cuia à venda por 280 euros

“Eu me sentei para minha primeira refeição kaiseki, composta de sequências de pratos calcadas na história e mais equilibradas que os menus-degustação demorados que algum de nós, chefs, estamos acostumados a comer e a preparar. O aparelho de jantar e o desenho do restaurante foram ajustados para refletir a estação. O período do ano dita tudo. Este ritual me ensinou tanto sobre meticulosidade, luz, e o que sazonalidade realmente significa”, disse Redzepi em artigo para a revista americana Saveur.

Para a experiência, o Noma levou toda sua equipe para o Japão, incluindo membros da família do chef.

B8mMRl6CEAAR4Bw
Prato servido no Noma Tokyo, com ingredientes locais

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here