O melhor do gelato em Roma

Conheça 9 gelaterias romanas que vendem gelatos incrivelmente saborosos

0
650

Sabia que hoje é dia do sorvete no Brasil? Não à toa, a data é comemorada logo após o início da primavera no hemisfério sul. Apesar de não importar se há chuva ou sol, o sorvete é unanimidade nacional. Dentre os vários tipos existentes, um dos mais deliciosos é o gelato, massa italiana. Ele é preparado a partir de uma mistura de ingredientes fundamentais (leite, creme, açúcar e gemas de ovos são alguns deles) e outros complementares, como baunilha e café. É dessa junção que surge a massa cremosa, macia e refrescante que faz aniversário hoje. 

Como conta a Grande Enciclopedia Illustrata della Gastronomia, que é a bíblia da gastronomia – e também tem ótimos ensinamentos sobre história! – quem criou o gelato foi o arquiteto e cenógrafo florentino Bernardo Buontalenti (1531 – 1608). Amante da gastronomia, ele estava organizando um evento para o Grande Duque Cosimo I de’Medici e sentiu falta de uma sobremesa diferente. Daí, criou uma mistura de limão, açúcar, clara de ovo e leite quase congelada que se tornou o que hoje chamamos de gelato.

Florença pode até ser o local de nascimento essa delícia, mas são os romanos os seus maiores consumidores. É por isso que, na capital italiana, surge uma nova geração de artesãos que aumenta as apostas com técnicas inovadoras, como nitrogênio líquido, e sabores inesperados (como tabaco, gorgonzola e aipo). A publicação norte-americana Food & Wine, com a ajuda da local Katie Parla, selecionou o melhor do melhor. Você confere a seguir:

1Fatamorgano

As lojas de Maria Agnese Spagnuolo são parada obrigatória para quem aprecia chocolate, do ao leite ao amargo, com infusões inesperadas como wasabi, tabaco e alecrim. A Fatamorgano também oferece sabores de gelato como o “Estasy”, que é feito com avelã torrada e café.

2Fior di Luna

Essa gelateria em Travestere estabeleceu o padrão do alimento por décadas, aderindo ao abastecimento ético e aos ingredientes orgânicos muito antes dessas abordagens se tornarem populares. O gelato stracciatella – Fior di Latte da Fior di Luna (leite, creme e açúcar) com gotas de chocolate (a versão original e tradicional do popular sabor de flocos) é harmonioso e equilibrado.

3Biola’

Conhecido como fior di latte, que pode ser traduzido como flor de leite, o mais puro dos sabores de gelato, que consiste unicamente em leite, creme e açúcar, é maravilhosamente executado pela gelateria. O Biola’ usa o leite de sua própria fazenda, que adoça com moderação, produzindo uma massa macia e delicada. Esse e outros sabores da marca podem ser encontrados nas lojas móveis e na recentemente aberta estação fixa no Trionfale Market, ao norte do Vaticano.

4Carapina

Nativa de Florença, Simone Bonini lançou sua terceira unidade da Carapina – e única romana – no coração do centro histórico da cidade. Enquanto o cremoso, saboroso e com toque de queijos e vinhos gelato é uma explosão de sabores, os sabores cítricos são cativantes.

5Sciascia

Nesse café perto do Vaticano, Pino Mondello faz gelatos incomparavelmente suaves que combinam com nitrogênio líquido. A técnica confere uma textura deliciosa para o frutado sorvete de morango sem nenhum traço de laticínios.

6Il Getalo de Claudio Torcè

Arroz, gorgonzola e aipo são sabores pouco usuais, mas na gelateria de Claudio Torcè, limites são ultrapassados. Há mais de uma década, esse mestre na arte do gelato inspira outros artesãos a fazerem o mesmo, abrindo o caminho e estabelecendo um padrão de qualidade para os alimentos na capital romana. Não deixe de experimentar o de gergelim preto.

7Otaleg

Apesar de os gelatos com álcool fazerem sucesso em Roma, existe um tipo específico, o zabaione, feito com vinho, que tem sido uma inspiração para os sabores icônicos da cidade. Na Otaleg (gelato ao contrário), localizada no distrito de Colli Portuensi, Marco Radicioni usa ovos e leite orgânicos com o vinho Florio’s Targa Riserva 1840, da Sicília, alcançando uma maciez excepcional pontuada por agradável toque alcoólico.

8Cremeria Aurelia

Nathalie Ugo e Venicio Luzzietto esculpiram um nicho único, oferecendo uma gama de sabores feitos a partir ovos e sabores sem lactose para os veganos de Roma. É o gelato de amêndoa torrada rico em lactose, contudo, que traz os amantes do alimento a pequena loja na residencial zona ao oeste do Vaticano. As levemente amargas amêndoas são assadas na Cremeria Aurelia, o que rende uma impressionante profundidade de sabor.

9Gelateria dei Gracchi

Os romanos são apaixonados pelo gelato de pistache – talvez mais do que qualquer outro sabor – e é quase um acordo universal que a Gelateria dei Gracchi tem o melhor. Alberto Manassei faz uma versão que é marcada pelas levemente tostadas nozes sicilianas. Para uma versão menos acentuada e mais suave, tente a pistache com merengue.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here